A Fundação Ciência e Desenvolvimento (FCD) foi extinta e encontra-se em processo de liquidação, pelo que este site se encontra encerrado.

Edições

Uma das vertentes do trabalho da FCD é a edição de livros, acessíveis a um grande público. Desta forma, a fundação coloca-se ao serviço da comunidade, criando conteúdos de interesse que revelem novos talentos ou publicando nomes já consagrados.

Pedidos por email: geral@fcd-porto.pt

A colecção CADERNOS DO CAMPO ALEGRE reúne as propostas apresentadas pelo departamento editorial do Teatro do Campo Alegre, do conto à poesia.

15) "Os dias lentíssimos" de Alexandra Monteiro (“Prémio Literário Cadernos do Campo Alegre Novo Autor, Primeiro Livro”- lançado em 2011 pela FCD com o apoio da editora Objectiva)

1ª Edição: Novembro de 2011

Oportunidade única para conhecer uma grande revelação da poesia portuguesa. Uma voz singular, cheia de modernidade.

14) “De minha máquina com teu corpo” de João Habitualmente.
Capa e ilustrações de Mário Vitória. (poesia)

1ª edição: Novembro de 2010

Um grande poeta que nos dá a conhecer um livro cheio de humor, provocação e rigor poético. Um estilo incomparável e único.

13) “Cerco Voluntário” de Vasco Gato. (poesia)

1ª edição: Dezembro de 2009

Uma das vozes mais importantes da “novíssima” poesia portuguesa publica pela primeira vez nos Cadernos do Campo Alegre. Um pequeno grande livro eivado de intimismo e tensão poética.

12) "Diga 33 - os portas das quintas de leitura" - os textos e os retratos dos poetas do ciclo (poesia e fotografia)

1ª edição: Dezembro de 2008
Retratos: Pat

Uma antologia poética que reune textos e retratos dos 33 poetas que passaram pelo ciclo "Quintas de Leitura" entre 2002 e 2008.

11) “Arquivo de nuvens” de Marta Bernardes. Prefácio de Daniel Maia-Pinto Rodrigues. (poesia)

1ª edição: Dezembro de 2007
Estreia literária de Marta Bernardes, artista plástica, performer, cantora e letrista de vários projectos musicais, «uma mulher que faz quase tudo bem», nas palavras do programador João Gesta.

10) “pequenas estórias sem importância” de Pedro Serrazina. Design gráfico de Paula Lopes. (contos)

1ª edição: Julho de 2006
A primeira incursão do realizador de cinema de animação Pedro Serrazina no universo da escrita. “pequenas estórias sem importância” nasceu no âmbito do espectáculo «Pequenas histórias grandes», uma produção do Serviço Educativo do Teatro do Campo Alegre (Maio de 2005), com encenação de Paula Castro.

9)“Investigações geométricas” de Gonçalo M. Tavares. (poesia)

1ª edição: Abril de 2005
Investigações geométricas são, em primeiro lugar, isso mesmo:

investigações. Investigar é prolongar o olhar. A matéria-prima é a geometria, ou qualquer coisa que se pode desenhar e tem forma. O mundo abstracto das formas mistura-se aqui com o mundo concreto das sensações individuais, com a vida de um ser vivo. O modo como a alegria pode ser expressa por um quadrado.

8)"Talvez os Lírios Compreendam" de Filipa Leal com prefácio de António Mega Ferreira (poesia)
1ª edição: Junho de 2004

Filipa Leal nasceu no Porto em 1979. Licenciou-se em Jornalismo na universidade de Westminster, em Londres - cidade de onde regressou para poder escrever este livro. Tem medo de cães. E de dizer adeus.

Publicou, em 2003, "lua-polaroid" (Corpos editora).

7)"O resto da minha alegria" de Valter Hugo Mãe com capa concebida por Adriana Calcanhotto (poesia)
1ª edição: Setembro de 2003

À data de lançamento deste livro, Valter Hugo Mãe tinha já publicado vários livros, um dos quais Prémio de Poesia Almeida Garrett e era responsável pelas Quasi edições e co-director da revista Apeadeiro.

Conteúdo sindicado