A Fundação Ciência e Desenvolvimento (FCD) foi extinta e encontra-se em processo de liquidação, pelo que este site se encontra encerrado.

QL - Os Dias Lentíssimos - Cadernos do Campo Alegre

A próxima sessão do ciclo “Quintas de Leitura” do Teatro do Campo Alegre (TCA), promovido pela Câmara Municipal do Porto, através da Fundação Ciência e Desenvolvimento, será o momento de dar a conhecer o resultado do “Prémio Literário Cadernos do Campo Alegre Novo Autor, Primeiro Livro”: lançamento de “Os dias lentíssimos” de Alexandra Monteiro.

A sessão de lançamento deste livro de poesia, 15º da colecção Cadernos do Campo Alegre, está marcada para a noite de 24 de Novembro, a partir das 22h00, e contará com um especial concerto dos Dead Combo, entre várias outras participações.

Arnaldo Saraiva apresentará a obra vencedora.

Esta sessão marcará a estreia absoluta do coletivo “Peixe Graúdo”. Três mulheres talentosas e desconcertantes – Marta Bernardes, Ana Celeste Ferreira e Tânia Dinis – acompanhadas ao piano pelo indómito Ricardo Caló, irão embalar-nos, noite fora, através de inusitados ambientes poéticos e musicais – Alexandra Monteiro, Adília Lopes, Ana Paula Inácio, Alberto Pimenta, Alexandre O’Neill, Abba, Queen, Aretha Franklin e Amália, entre outros.

Directamente de S. Paulo, chega-nos a imagem de Ronaldo Miranda, que assina a capa do livro.

Participação especial do contratenor Luís Miguel Fontes.

Na segunda parte, momentos de fruição suprema com uma imperdível atuação de Tó Trips e Pedro Gonçalves (Dead Combo) que aproveitarão para mostrar temas do seu novíssimo disco “Lisboa Mulata”.

O Pelouro do Conhecimento e da Coesão Social da Câmara Municipal do Porto apresentou, no Dia Mundial da Poesia (21 de Março), o “Prémio Literário Cadernos do Campo Alegre Novo Autor, Primeiro Livro”, no âmbito das “Quintas de Leitura”, a atribuir, anualmente, à melhor obra inédita de poesia de um autor português sem qualquer obra publicada.

O Prémio consiste na edição da obra premiada pela FCD e pela editora Objectiva, patrocinadora desta edição.

Festa rija no TCA, para receber uma nova poeta.
Espetáculo para maiores de 16 anos.

Gramática do português contemporâneo

ler
é também uma maneira de premeditar a solidão,
um modo de aproximar a alma da sintaxe
como se também o ser se ordenasse
em sujeito
predicado e complemento directo.

Alexandra Malheiro

PC - DEZ 2011